Alta procura por atendimento médico em Mogi faz Prefeitura montar tendas no Hospital Municipal de Brás Cubas

Alta procura por atendimento médico em Mogi faz Prefeitura montar tendas no Hospital Municipal de Brás Cubas
COMPARTILHE
PUBLICIDADE

Moradora relata espera por mais de 6h30 em busca de teste de Covid-19. Secretário municipal de saúde afirma que a Prefeitura irá montar tendas na área externa para acomodar quem aguarda atendimento.

Uma moradora de Mogi das Cruzes, com sintomas de gripe, teve dificuldades nesta segunda-feira (10) para conseguir atendimento médico. Monique Hingryd foi até três Unidades Básicas de Saúde (UBS) e não encontrou teste para Covid-19 disponível.

A moradora relata que havia muita gente aguardando atendimento, pessoas bem debilitadas do lado de fora e sem distanciamento. Ao buscar atendimento no Hospital Municipal de Brás Cubas, Monique precisou esperar por 6h30 para ser atendida.

De acordo com o secretário de saúde do município, Zeno Morrone, o problema é causado pelo aumento do fluxo de pessoas que buscam atendimento. “Aumentando o número de pessoas, a recepção não é suficiente e tem pessoas aqui fora da recepção para serem atendidas. Por isso a exigência de máscaras.”

Para lidar com o aumento da procura, a partir desta terça-feira (11), o Hospital Municipal de Brás Cubas irá montar tendas para acomodar quem aguarda pelo atendimento. “Assim nós vamos poder manter as pessoas um pouco mais distantes das outras”, completa.

O secretário afirma que a unidade faz cerca de 380 a 400 atendimentos por dia e que todas as unidades estão sofrendo com sobrecarga.

A respeito dos testes, o secretário informa que a cidade não dispõe de testes específicos para gripe e que os testes para Covid-19 são poucos. “Nós fizemos uma compra de 25 mil testes e o fornecedor, diante de toda essa pressão nacional, disse que não irá conseguiu cumprir o prazo de entrega. Eu recebi um e-mail do Ministério da Saúde informando sobre o fornecimento de alguns testes, porém, não disse quando nem quantos. Então não temos para todo mundo e eu preciso priorizar para os casos mais graves e para as pessoas que precisam de transferência de hospital e que estão internadas por outras comorbidades.”

Zeno orienta que as pessoas busquem atendimento apenas em casos mais graves da doença. “Gripe comum deve ser tratada em casa, com analgésicos e pastilhas para garganta. Agora, se está com uma febre muito alta, algum sintoma mais grave, como falta de ar, ai sim, deve procurar uma unidade médica”, finaliza.

Além do Hospital Municipal de Brás Cubas, a unidade de saúde do Alto do Ipiranga e a unidade da Vila Suissa também oferecem testes contra Covid-19. O atendimento exclusivo para gripe funciona das 7h às 18h nas unidades.

ASSUNTOS
COMPARTILHE
VEJA TAMBÉM
MAIS NOTÍCIAS