Mogi têm o maior número de “gatos” de energia do Alto Tietê

Mogi têm o maior número de “gatos” de energia do Alto Tietê

De acordo com a EDP, o município teve 1.484 irregularidades identificadas, o que resultou em 5.620 Megawatts-hora (MWh) de energia recuperada.

Mogi das Cruzes é a cidade que registrou o maior número de ‘gatos’ – ligações clandestinas – de energia elétrica no Alto Tietê ao longo de 2021. Ao todo, 1.484 irregularidades foram identificadas.

O dado é da EDP, distribuidora de energia, e considera as oito cidades atendidas na região. Juntas, as ligações resultaram em 5.256 Megawatts-hora (MWh) de energia recuperada no município.

Nas ações feitas em toda região, a EDP recuperou 21.246 Megawatts-hora (MWh), o suficiente para abastecer a cidade de Poá.

Logo atrás de Mogi está Itaquaquecetuba, com 1.224 fraudes de energia detectadas pela distribuidora, e Suzano que registrou 689 ‘gatos’.

Nas ações feitas em toda região, a EDP recuperou 21.246 Megawatts-hora (MWh), o suficiente para abastecer a cidade de Poá.

Fraudes de energia encontradas no Alto Tietê por município

CidadeIrregularidades identificadasEnergia total recuperada MWh
Biritiba Mirim166635
Ferraz de Vasconcelos4422.385
Guararema118351
Itaquaquecetuba1.2245.620
Mogi das Cruzes1.4845.256
Poá3532.218
Salesópolis228621
Suzano6894.160
Total4.70421.246
Fonte: EDP

O responsável pelo “gato” é convidado a participar da apuração da energia furtada junto aos técnicos especialistas da empresa e, conforme regras da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), é feita a cobrança de todo o valor não faturado durante o período.

Leia também:  Rud está recebendo currículos para Ajudante de Produção em Mogi, até o dia (15)

A EDP ressalta que o furto de energia, além de perigoso, contribui para tornar a conta de luz mais cara para os consumidores, já que a quantidade de energia perdida por fraude e os custos para identificar as irregularidades são levados em consideração pela Aneel para estabelecer o valor da tarifa de energia para cada área de concessão.

Além do impacto financeiro, os furtos e fraudes de energia pioram a qualidade do serviço prestado, prejudicando todos os consumidor. O Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, prevê que o furto de energia é crime e passível de multa e prisão de um a quatro anos para o infrator.

Como denunciar

A Distribuidora disponibiliza os seguintes canais de atendimento para denunciar ligações irregulares:

  • No site EDP Online;
  • Aplicativo EDP Online (compatível com as plataformas Android, iOS e Windows Phone);
  • Agências de atendimento (o endereço de cada ponto pode ser encontrado no site EDP Online);
  • Central de Atendimento ao Cliente pelo telefone 0800 721 0123 (ligação gratuita, 24 horas/sete dias por semana).

De acordo com a EDP, o sigilo da denúncia é total e a inspeção é realizada com a máxima urgência.

Veja mais notícias como esta em Mogi das Cruzes