Pedreiro é detido por suspeita de agredir a companheira grávida em Mogi das Cruzes

Pedreiro é detido por suspeita de agredir a companheira grávida em Mogi das Cruzes
COMPARTILHE
PUBLICIDADE

Segundo o boletim de ocorrência, homem de 41 anos agrediu a mulher, de 27, que está grávida de nove meses, com socos no rosto e na barriga.

Um pedreiro de 41 anos foi preso por suspeita de ter agredido a companheira, uma mulher de 27 anos, que está grávida de nove meses, na noite desta segunda-feira (17), no bairro Parque Olímpico, em Mogi das Cruzes.

A vítima relatou que o homem estava bêbado e a agrediu com socos no rosto e na barriga, chegando a perder líquido.

Segundo o boletim de ocorrência, policiais militares foram acionados para atender a um caso de violência doméstica por volta de 23h55. Quando chegaram ao local, eles encontraram os envolvidos na rua, e o suspeito estava sendo segurado pelo sobrinho dele.

A mulher contou que tem um relacionamento com o rapaz há um ano e que, em 2021, já havia sido agredida por ele duas vezes. Segundo a vítima, após a última agressão, o suspeito chegou a ficar preso por dois dias.

Ela conta que pediu medidas protetivas e que ficou separada do suspeito por quatro meses, mas que, há dois meses, decidiram reatar o relacionamento, devido à filha que estão esperando.

A vítima relata que, na noite desta segunda-feira, o homem voltou para casa bêbado, dizendo que havia arrumado briga em uma adega.

De acordo com o boletim, ao ser questionado sobre o fato de ter pegado dinheiro para beber, o suspeito se irritou e tentou agredir a mulher, que pediu socorro. Nesse momento, o sobrinho do homem chegou e ajudou a segurá-lo.

O homem teria ficado mais calmo, mas, logo em seguida, agrediu a vítima com socos no rosto e na barriga e a ofendeu verbalmente.

A mulher foi conduzida à Santa Casa para receber atendimento, enquanto o suspeito foi levado para a unidade de saúde do Jardim Universo, uma vez que, segundo o boletim de ocorrência, teria sido agredido por alguns vizinhos.

O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária como violência doméstica, lesão corporal e injúria. O homem foi detido e encaminhado à cadeia de Mogi.

ASSUNTOS
COMPARTILHE
MAIS NOTÍCIAS
OUTRAS NOTÍCIAS