Poá: Dia Nacional do Livro Infantil: Feira de troca de livro, busca incentivar a leitura

Poá: Dia Nacional do Livro Infantil: Feira de troca de livro, busca incentivar a leitura
COMPARTILHE
PUBLICIDADE

Dados da pesquisa Retratos da leitura do Brasil, de 2021, mostram que o número de crianças leitoras cresceu nos últimos quatro anos.

Nesta segunda-feira (18) é comemorado o Dia Nacional do Livro Infantil. A data celebra também o nascimento do escritor Monteiro Lobato, um dos pioneiros da literatura infantil. Pensando na data, uma livraria de Poá realiza uma vez por semana a troca gratuita de livros com o objetivo de incentivar o hábito da leitura.

“A gente acredita que o livro precisa girar. Você traz o livro que está lá parado para outra pessoa conhecer, e você leva os livros que estão na mesa para novas leituras”, explica a proprietária Rubenita Ferreira Matias.

Segundo ela, a feira começou a ser realizada há dois meses, aos sábados. Pelo menos 200 livros já foram trocados. Entre eles, romances, fantasia, ficção e muitos outros gêneros.

O leitor Rodrigo Nicodemo conta que sempre encontra grandes clássicos da literatura. Entre os grandes nomes lembrados por ele está “As Cinco Pessoas Que Encontramos no Céu”, de Mitch Albom.

“Eu adoro feira de trocas de livros. Da última vez que fui, eu troquei um dos meus livros pela biografia do Roberto Marinho. Adoro biografias. Então, eu gosto demais, super recomendo, espero participar de outras edições”, fala o leitor.

Além dos adultos, o espaço atrai outros tipos de leitores. Um exemplo disso é a estudante Beatriz Fischer, que pegou três livros. “Eu indico que vocês deem uma passada por lá, porque a leitura move o mundo. Então, leiam”, fala a Beatriz.

A feira é realizada todos os sábados, em Poá, na Avenida Capitão Francisco Inácio, no Centro. O horário de funcionamento é das 10h às 17h.

Crescimento do número de crianças leitoras

Dados da pesquisa Retratos da Leitura do Brasil, de 2021, realizada pelo Instituto Pró- Livro, mostram que o número de crianças leitoras cresceu nos últimos quatro anos. Entre as crianças entrevistadas, 48% disseram ler por gosto.

A escritora de livros infantis Maíra Lot Micales explica que um dos passos para estimular o hábito da leitura em crianças é levá-las em espaços apropriados, como por exemplo bibliotecas e livrarias.

“Uma outra forma, é o exemplo. A criança filha de pais que leem inevitavelmente vai ler também. Os cuidadores têm o papel de mostrar o interesse pelo livro para as crianças”, fala Maíra

A prática da leitura contribui para uma série de fatores. Entre eles, a fala, e a aprendizagem na interpretação. Além disso, pode ajudar a criança nas relações. Segundo a escritora, estimular o imaginário das crianças é essencial para qualquer área do conhecimento da vida. “O livro é uma porta para qualquer área. É uma conversa com aquela cena, com o autor. É uma oportunidade para o mundo todo”, diz.

Livros infantis que retratam o humor são os mais procurados pelos pequenos, já que durante a leitura eles vão aprendendo coisas novas e consequentemente aprendem como lidar com assuntos sentimentais.

“A partir do livro e do imaginário elas se desenvolvem em áreas pessoais, profissionais, socioemocionais. O livro é um instrumento sensacional”

ASSUNTOS
COMPARTILHE
MAIS NOTÍCIAS
OUTRAS NOTÍCIAS