Homem que obrigava mulheres a manter relações sexuais após oferecer emprego e presentes é preso em Suzano

Homem que obrigava mulheres a manter relações sexuais após oferecer emprego e presentes é preso em Suzano

Segundo advogada de vítimas, ele se aproximava oferecendo emprego em feiras e presentes.

Um homem, de 45 anos, está preso por suspeita de abusar sexualmente de três jovens. De acordo com a polícia, os abusos ocorreram na casa do suspeito, em Suzano, quando as mulheres eram menores.

Segundo a advogada das vítimas, Chasie Fernandes da Silva obrigava as jovens a passarem finais de semana na casa dele e a terem relações sexuais.

O suspeito está preso na cadeia de Mogi das Cruzes desde 2 de junho. O caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Suzano.

A advogada das três vítimas, Mylena Brito de Souza, conta que as vítimas são de Mogi das Cruzes e trabalham em feiras com o suspeito. Segundo a advogada, os crimes começaram entre 2017 e 2018. “Ele oferecia emprego e presentes. Se apresentava como uma boa pessoa que queria ajudar. Depois do envolvimento, ele obrigava as meninas a ficarem na casa dele aos finais de semana. As famílias achavam que elas estavam trabalhando”, detalha a advogada.

Ela explica ainda que o caso começou com uma vítima que a procurou e fizeram um boletim on-line. Com a investigação da Delegacia da Mulher de Suzano, outras duas vítimas foram identificadas. Mas a advogada suspeita que outras possam aparecer ao longo do inquérito.

Chasie Fernandes da Silva é suspeito de abusar de mulheres — Foto: Divulgação

Em fotos apresentadas pela defesa das vítimas é possível ver o suspeito com uma arma. Em um áudio, de acordo com a advogada, ele briga com uma das vítimas, que não queria manter relações com ele.

Leia também:  Paralisação de funcionários de empresa atrasa coleta de lixo em pontos de Poá e Suzano

“O que eu combinei com você, o que eu combinei com você [diz Chasie gritando] e a vítima responde : ‘falou para mim ir lá ficar com você’ . Então pronto. [a vítima responde] E o dia que eu não quiser ficar com você o que eu faço? Então, pronto, eu já falei para você que eu quero ficar com você. [vitima responde] Mas eu não quero! Não quer porque vai dar para outro? Eu não quero, não tô a fim, tô cansada hoje. Cansada o xxx [responde Chasie falando um palavrão].”

A advogada das vítimas informou que o suspeito teve a prisão temporária decretada e é válida por 30 dias. Segundo a defesa, ele está preso na cadeia de Mogi das Cruzes. “A Justiça entende que crimes sexuais são crimes velados. Abusos ou violência doméstica não existem testemunhas. Começou com ele querendo auxiliar na feira para elas trabalharem e foi conseguindo achar brechas para ter relacionamento com elas. Ele é tão manipulador a ponto das vítimas acharem uma coisa normal”, diz a advogada das vítimas, Mylena Brito de Souza.

A Delegacia de Defesa da Mulher de Suzano informou que não tem novidades no caso e que ainda não foi pedida a prisão preventiva do suspeito. O g1 busca pelo advogado de defesa do suspeito.

Fonte: G1

Veja mais notícias como esta em Mogi das Cruzes, Suzano