Suzano prorroga prazo de sindicância que apura possível conduta abusiva de GCM em abordagem

Caso aconteceu em fevereiro do ano passado no Parque Max Feffer. Guarda Municipal teria abordado jovem de forma abusiva.

A Prefeitura de Suzano informou nesta terça-feira (3) que prorrogou por mais 60 dias a sindicância que apura uma possível conduta abusiva por parte de um agente da Guarda Municipal em uma abordagem.

No dia 27 de fevereiro, uma pessoa gravou um vídeo e registrou o momento em que um guarda municipal da cidade levanta a cueca de um jovem até a altura das costas, durante uma revista no Parque Max Feffer.

O jovem contou na época que estava andando de bicicleta com outros amigos, quando eles foram abordados pelos guardas, em frente a outras pessoas que estavam no local.

A Prefeitura de Suzano disse que é “legalmente prevista a prorrogação dos prazos” e que a corregedoria da Guarda Civil Municipal de Suzano ainda não recebeu qualquer informação oficial do denunciante ou da suposta vítima.

A administração municipal lembrou que o que aconteceu até o momento foi apenas a divulgação de um vídeo na imprensa. Ainda informou que, no entanto, se não houver materialidade na acusação que possibilite uma apuração aprofundada o caso pode ser arquivado.

A produção do Diário TV perguntou se os guardas já foram ouvidos e qual é a versão deles sobre o que aconteceu, mas isso não foi respondido. Além disso, o rapaz que procurou a reportagem na época para denunciar o caso disse que não procurou a Prefeitura para reclamar, por medo de retaliação.